terça-feira, 25 de maio de 2010

Três em um: palavras em Pentecostes

Domingo comemoramos a festa de Pentecostes, uma data importante que celebra a vinda do Espírito Santo, o surgimento da Igreja. Estava lendo o artigo: Pentecostes - Deus é pleno de amor, escrito pelo Pastor Rolf Rieck e disponibilizado no site da IECLB e achei muito especial a reflexão que ele faz, principalmente enquanto jovem luterana. Compartilho cm vcs um pouco aqui: "Você e eu, todos nós, precisamos de três coisas básicas em nossa vida. Uma psicoterapeuta acostumada com terapia ocupacional chegou a esta conclusão. Diz ela, e eu dou razão a ela, que precisamos de um ponto de referência, em primeiro lugar. Isso significa que precisamos saber quem somos, de onde viemos e para onde vamos. Depois, precisamos de um modelo, uma pessoa que possa nos inspirar a fazer as coisas de maneira produtiva e correta. Em terceiro lugar, precisamos de um facilitador, alguém que nos ajude a chegar onde queremos chegar, alguém que possa aplanar nosso caminho.
Certamente, não por coincidência, esses três pontos se assemelham à ação de Deus na vida da pessoa que crê e que busca se orientar por este Deus. Deus Pai é nosso ponto de referência. O Filho Jesus Cristo é nosso modelo humano e concreto de vida dedicada ao Pai. O Espírito Santo é nosso facilitador, nosso paracleto, sempre presente, ensinando na concreticidade da vida a repetir o modelo de Cristo tendo o Pai como ponto de referência."
Essas palavras me levaram a uma super reflexão sobre as pessoas que vivem procurando um sentido pra vida, um modelo, uma referência, buscando e necessitando ajuda para reconhecer as maravilhas ao redor. Completo a reflexão feita pelo Pastor Rolf, dizendo que  realmente como luterana acredito que o fato de ter Deus como guia/modelo/facilitador traz muita facilidade para nossa vida, não somente pelo fato de não precisarmos ficar procurando 3 guias/referências. Deus, principalmente, faz com que consigamos perceber a Sua manifestação, a manifestação dEle nas coisas que acontecem em nossa vida, a plenitude das pessoas que Ele coloca em nossa vida nos momentos em que precisamos ou muitas vezes sem antes precisarmos. Dizem que a fé remove montanhas e eu diria que a vivência da fé remove as montanhas de escuridão que muitas vezes ficam na frente dos nossos olhos. A maioria das soluções estão bem pertinho, muitas vezes na frente dos nossos olhos e basta alguém que nos guie e ajude a encontrá-la, a vê-la. Deus me ajuda muito nisso!

P.S.: O dia está perfeito em Genebra hoje... Se quiser ler o artigo inteiro, dá um click aqui:  Pentecostes - Deus é pleno de amor.

Um comentário:

ELISABETE- disse...

oi amiga,queria perguntar se,conhece alguma casa onde vendam produtos brasileiros aqui em genebra.aqui em chene-bourg nao conheço nenhuma,mas gostaria de conhecer algumas,para comprar barbante ou pelo menos tentar comprar.obrigada pelo tempo dispensado.abraço